sábado, 26 de novembro de 2011

Dicas de poupança - alimentação 1

Uma das principais despesas familiares é a alimentação: E é também aquela que não podemos deixar de fazer, uma vez que temos de comer para viver.
E também não podemos deixar de lado a qualidade quando falamos em alimentação.
Assim, é importante ter em conta algumas coisas importantes de forma a preservar a qualidade e assim poupar.


Veja aqui alguns conselhos práticos para poupar na alimentação.
Poupar "nas compras":

  • Não vá às compras com fome.
  • Faça uma lista antes de ir às compras. Pode economizar se não fizer compras impulsivas nos hipermercados. Se seguir a lista, não terá a tentação de procurar promoções de artigos que normalmente não precisa.
  • Se cozinhar em casa, leve a lista dos ingredientes necessários para a semana toda, assim vai economizar também nas deslocação ao supermercado.
  • Compre em grandes quantidades produtos que têm prazos de duração grande (massas, feijão, arroz, pasta de dentes, champô, papel higiénico, etc.), pode aproveitar promoções e poupar nas deslocações.
  • Experimente produtos de marca genérica - a qualidade é igual ou superior às de marca, mas com custos mais baixo.
  • Procure se existe uma marca genérica dos produtos que pretende.
  • Se não encontrar legumes/fruta da época barata, pode optar pelas conservas. Como são embalados ainda frescos, mantém a qualidade e os valores nutricionais e ficam mais em conta.
  • Compre carne não preparada. Prefira o talho às embalagens. Compre peças maiores. Compre, por exemplo, a galinha inteira e prepare-a você.
  • Use cupões de descontos. Mas apenas para aqueles produtos que já consome normalmente, e não para produtos ricos em gorduras ou açucares. 
  • Beber no mínimo 1,5 L de água por dia. Isto vai ajudar a manter o seu corpo hidratado e não sentir fome quando ela não existe.

Não perca o meu próximo "post": Poupar "no trabalho"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Publicação em destaque

Aproveitar bem o tempo

Há várias formas de aproveitar o tempo.  Muitas pessoas queixam-se da falta de tempo, outras morrem de tédio, porque não sabem o que hão ...