quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Nem tudo o que parece...é!

Tantas vezes olhamos para o lado, vemos pessoas que nos parecem ser de confiança, sinceras, e a certa altura, quando olhamos de novo com olhos de ver, damos conta de que estávamos errados. Que desilusão...
Acredito que quase todos já passamos por isso, pelo menos uma vez..e depois, por uma pagam as outras. Infelizmente, deixamos de confiar tanto nas pessoas.
Mas porquê? Onde querem chegar com tanta falsidade?? Serão mais felizes assim? 
Pessoas de dupla-face...

Mais raramente, acontece o contrário. Sermos surpreendidos pela positiva. Mas isso é mais raro.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Dia dos Namorados

Aqui vai uma ideia engraçada para um presente a dar à nossa cara-metade no Dia dos Namorados.


Não acham uma ideia engraçada?

Eu acho uma ideia bem gira!

O que conta é a intenção...

Já falta pouco! 14 de fevereiro não tarda aí!!

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Boa disposição, sempre!

Manter a boa disposição é fundamental, pois torna o trabalho mais leve, reduz as dificuldades, e alivia a monotonia da vida.

De manhã, quando acordar, olhe-se no espelho e diga para si: "Bom dia!"
Ouça música enquanto se prepara.
Tome um bom pequeno-almoço e, antes de sair de casa, nunca se esqueça de dar uma olhada na sua agenda, que deve estar sempre atualizada.
Converse com a família enquanto toma o pequeno-almoço.
Outro conselho: deixe sempre a casa arrumada, nem que, para isso, tenha de se levantar um pouco mais cedo.
Saia de casa, animada, bem disposta e pronta para enfrentar um dia de trabalho com um sorriso.
 
Boa semana!

sábado, 26 de janeiro de 2013

Ser feliz... é ser HUMILDE

E ser humilde é saber descer do pedestal, é não se auto-adorar, é preferir fazer a vontade dos outros do que a própria, é ser silenciosa, discreta, é fugir das pompas e dos aplausos.


Bom domingo!

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Fim de semana à porta

Finalmente chegou a sexta-feira!

Adoro o fim de semana!
Estou cheia de ideias.
No sábado de manhã vou às compras. A despensa está a ficar vazia.
De tarde, além das rotinas habituais, quero ir visitar uma tia que já não vejo há muito tempo. Vou aproveitar a hora do almoço para lhe fazer um bolo.
Quando vier da visita à tia,  limpo a casa, cuido das roupas e adianto algumas refeições para congelar.
À noite, é tempo de descansar e estar com a família. Se houver roupa para passar, aproveito e passo-a enquanto estou com a família. Se não der para passar a ferro,  hei-de pensar em alguma coisa para fazer. Talvez ler. Sentada a ver televisão sem fazer nada, não sou capaz.
Espero conseguir fazer tudo isto.
No domingo, segundo dizem os meteorologistas,  vamos outra vez ter chuva e, portanto, vou ter uma tarde de leitura, no aconchego da lareira.

Vida simples, mas gostosa.



quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Chuva...

Chuva e chuva e vento e mau tempo...
Não gosto mesmo nada disto!
Com este temporal, não apetece mesmo nada sair de casa. 
Saio porque tenho de ir trabalhar, caso contrário não me viam a sair à rua.

Apenas vejo um vantagem neste tempo. Não vou às compras, logo não gasto dinheiro. Vamos adiando, adiando, à espera do tempo melhorar e assim nos vamos aguentando sem comprar nada. Enquanto houver comida na arca e na despensa, ninguém vai às compras.
Começa a ficar complicado. Espero que no sábado, faça melhor tempo. Tenho tantas coisas para fazer na rua!

Para mim, não há nada como o verão ou a primavera.

E a minha querida leitora? Gosta de chuva?

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Manter a serenidade

Querida leitora,
Hoje vou tocar num tema muito importante para mim: SERENIDADE.
Eu considero-me uma pessoa super serena, aliás, quem me conhece pode comprovar isso mesmo. Mas há situações em que é tão difícil, não acham?
Nunca foi tão importante manter a serenidade como hoje...

Acidentes graves, temporais, assaltos, desemprego, tudo aconteceu já neste ano e ainda estamos em janeiro! É dose...

Mas, a minha experiência, diz-me que não podemos perder a cabeça. Pelo contrário, temos que manter a calma.
É o que estou a tentar fazer, pois preciso de manter essa serenidade para viver.


Para nos mantermos serenos, devemos, acima de tudo:

  1. Pensar positivo, o que atualmente se torna cada vez mais difícil.
  2. Acreditar em nós e nas nossas capacidades (Ainda vou conseguindo...).
  3. Viver completamente o presente (Nem tanto como gostaria...).
  4. Afastar a ilusão de que são os acontecimentos exteriores que nos criam felicidade (Sempre!).
  5. Amar a vida intensamente (É o meu oxigénio).

Quando as pessoas estão serenas, não têm necessidade de realizar desejos para se sentirem completas.
O sentimento de serenidade nasce com a pessoas, e, por isso, quando a pessoa perde a calma numa determinada circunstância, o seu maior desejo é voltar a recuperá-la.
Quando estamos seremos, até o trabalho é feito com alegria.
A serenidade leva-nos ao conhecimento, aumenta a nossa capacidade de escutar, de aprender e de ser criativa.
Quando estamos serenos, sentimos mais vontade de ajudar o outro.
No fundo, a serenidade só nos traz benefícios. Não a podemos perder!
Mas onde devemos procurar a serenidade? Nos outros?

Não, em nós. A serenidade está dentro de nós e é em nós que a devemos procurar.
Boa semana!



segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Semana de trabalho

Querida leitora:

Começou mais uma semana de trabalho?
Tem muito trabalho e não sabe por onde começar? 
Estão sempre a surgir coisas para fazer e não consegue concluir nenhuma tarefa?
Como enfrentar essa situação com serenidade?
Bem, se tudo isto lhe costuma acontecer, eis dez dicas para que não entre em stress:
  1. Priorize cada tarefa: distinga o que é importante do que é urgente;
  2. Termine cada tarefa, sem se distrair com outras coisas;
  3. Se for necessário adiar algum trabalho, adie, desde que não prejudique o normal funcionamento do serviço;
  4. Estipule prazos para concluir as tarefas que são importantes; 
  5. Para as tarefas urgentes, não pense duas vezes. Aja! Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje;
  6. Faça pequenas pausas no trabalho, mas não exagere; 
  7. Alimente-se saudavelmente;
  8. Em casa e no trabalho, mantenha a sua mente sempre ocupada. Não se disperse das metas a atingir;
  9. Programe a suas refeições antecipadamente para chegar a casa mais tranquila;
  10. Tenha um hobby: ler, escrever, fazer crochet, etc.

Boa  semana!

domingo, 20 de janeiro de 2013

Sem luz, sem telefone, sem internet...

Complicado... muito complicado.
Este fim de semana, infelizmente, muitas famílias portuguesas tiveram a experiência de ter de viver sem luz (e, algumas, sem água), sem telefone e telemóvel, sem internet, etc.
Foi o caos. 
Felizmente não fiquei sem luz durante muito tempo, ao contrário de muitas pessoas, mas sem comunicações foi mais de 24 horas.  Foi o caos!
A conclusão a que cheguei foi a de que somos muito dependentes do telefone! Para qualquer coisa, ligamos uns aos outros. 
Foi, de facto, uma experiência que nos fez pensar no tempo dos nossos avós.
Eles não tinham televisão, telefone, alguns não tinham luz e viviam felizes e sem stress.
Nós, ficamos 24 horas sem estas condições, e entramos em desespero.
Sem dúvida, a sociedade está tão diferente!

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Produtividade - mais e menos

A hora de maior produtividade depende de pessoa para pessoa.
Há pessoas que conseguem trabalhar mais depressa e melhor durante a manhã, outras só a partir do meio da tarde e pela noite dentro conseguem ser mais produtivas.
Pessoalmente, sou daquelas pessoas em que "de manhã é que se começa o dia". Por isso mesmo, se tenho uma tarefa para fazer mais complexa e que exija mais de mim, eu prefiro trabalhar nela durante a manhã.
À noite, não me peçam nada de muito complicado para fazer. Por essa razão, deixo as tarefas mais rotineiras para esse período. 
O meu dia começa bem cedo (6h30) e, pelo menos, até à hora do almoço, a produtividade é maior.  Sinto uma ligeira quebra a meio da tarde. À noite, só mesmo as tarefas rotineiras e a leitura (o meu vício!) me ocupam.
Conheço pessoas que conseguem estar até de madrugada a trabalhar, a produzir textos complexos. Admiro essas pessoas, acreditem, pois eu seria incapaz de tal proeza. 
Já tive de estudar à noite e lembro-me do quanto foi difícil manter a concentração.

E a minha querida leitora, a que horas se sente mais produtiva?

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Proteja os seus filhos do consumismo

Muitos pais compensam os seu filhos com presentes. Muitas vezes como compensação da sua própria ausência.

Não caia nesse erro, pois está a contribuir para um consumismo infantil desmesurado, que não vai parar, nem mesmo na idade adulta.

Os nossos filhos não precisam de presentes. Eles precisam que estejamos presentes, isso sim!

Sobretudo as crianças, elas precisam de colo, de carinho, que brinquemos com elas, que estejamos perto delas. Não é um presente, comprado numa loja cara, que vai compensar as horas que a criança passou com a empregada ou mesmo sozinha...



quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Ter energia todo o dia

Não é nada fácil, depois de um dia de trabalho, chegar a casa e ter ainda mais meio dia de serviço, com comida para fazer, filhos para cuidar, casa para organizar, e sei lá que mais, e manter a energia e a boa disposição até ir dormir.
Difícil é, mas não é impossível. Bastará seguir alguns hábitos saudáveis e manter uma atitude positiva em relação à vida. 

E que hábitos são esses? 

Procurar ter uma boa noite de sono.Não precisa de ser de oito horas! Há pessoas que precisam apenas de cinco horas para se sentirem restabelecidas. O fundamental é que seja um sono tranquilo.
Fazer seis refeições diárias, de forma a manter o metabolismo a bom ritmo. Não devemos estar mais de três horas sem comer.
Ingerir alimentos energéticos.
Pensar positivo sobre a vida. Não remoer no passado.
5º Reservar 15 minutos por dia para meditar. Relaxar traz-nos tranquilidade que precisamos para as decisões do dia a dia.
Fazer exercício. Que tal umas caminhadas em grupo? Fazem muito bem ao humor e à boa disposição.
7º Tomar um banho perfumado logo pela manhã.


Se reparar, estas sete atitudes estão interligadas. Umas dependem das outras.


terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Pessoas que não sabem dizer "NÃO"

Podemos apelidar essas pessoas de "Sim, senhor!" 
À primeira vista essas pessoas parecem maravilhosas, são prestáveis, disponíveis! Chegam até a deixar de lado as suas coisas para fazerem o que os outros pedem! 
Mas elas não podem ter essas qualidades? Claro que podem! Mas por detrás dessa bondade podem existir transtornos mais ou menos sérios, tais como, medo do outro, medo da autoridade, medo de represálias, falta de amor-próprio e até ausência de valores pessoais. 
O preço a ser pago pelas pessoas que nunca dizem "não" é bastante alto. Stress elevado, angústia, e culpa por saber que está errada mas não consegue reagir. Muitas vezes essas pessoas sentem-se como sendo verdadeiros "capachos " dos outros.

Se é uma dessas pessoas que não consegue dizer "não" e está a pensar em mudar, prepare-se para sofrer. No início não vai ser compreendida, as outras pessoas vão achar que de repente ficou arrogante. Mesmo quando ouvir "Mas sempre me fez isso, por que razão não faz agora?" - não ligue e continue a lutar para dar mais sentido à sua vida e encontrar os seus valores e amor-próprio.

APRENDA A DIZER "NÃO" QUANDO É PRECISO, NA HORA CERTA...


segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Doze meses, doze livros

Bom dia, queridas leitoras.

Como já tive oportunidade de vos falar, este ano decidi não gastar dinheiro na compra de livros.
Fiz um balanço do ano passado e cheguei à conclusão de que gastei muito dinheiro em livros. Por isso, e porque adoro ler, este ano vou fazer uso das bibliotecas.
E os livros que estão na lista para este ano são os seguintes (não necessariamente por esta ordem):

  1. A vida num sopro, de José Rodrigues dos Santos - LIDO
  2. A filha do capitão, de José Rodrigues dos Santos - LIDO
  3. O último segredo, de José Rodrigues dos Santos
  4. A Mão do Diabo, de José Rodrigues dos Santos - LIDO
  5. Uma escolha por amor, de Nicholas Sparks
  6. Laços que perduram, de Nicholas Sparks
  7. Amália, o romance da sua vida, de Sónia Louro
  8. O amor é outra coisa, de Margarida Rebelo Pinto
  9. Dentro do segredo, de José Luís Peixoto
  10. Marketing da Mulher, de Vanda Neves
  11. A melodia do Amor, de Lesley Pearse
  12. Nunca me Esqueças, de Lesley Pearse
Mas como em doze meses há sempre novidades nas bancas, claro está que ainda surgirão outras leituras pelo meio.



Boa semana e boas leituras!

domingo, 13 de janeiro de 2013

FMI quer aumento da semana de trabalho de 35 para 40 horas


«O Fundo Monetário Internacional (FMI) defende um aumento de uma hora de trabalho por dia no horário dos trabalhadores em funções públicas e limitações no pagamento de horas extraordinárias.
(...) O FMI defende assim que os funcionários públicos deixem de trabalhar 35 horas semanais e passem a trabalhar 40 horas semanais.
(...) » : LUSA/SOL

Será que com estes incentivos todos, nós, funcionários públicos, temos alguma motivação para trazer trabalho para casa?
Eu, que até era uma pessoa que não me importava de trazer trabalho para fazer em casa, hoje sinto-me mal quando o estou a fazer. 
Cada vez trabalhamos mais e recebemos menos. Não é justo! 
Por isso, se a lei obriga a trabalhar 40 horas por semana, é isso mesmo que vou fazer. Nem mais um minuto!

sábado, 12 de janeiro de 2013

Vida a correr

Não gosto nada daqueles dias em que nos descuidamos e dormimos até mais tarde. Foi o que me aconteceu hoje!


Deitei-me tarde ontem (que já foi hoje!) e avariei o meu relógio biológico. Não consegui acordar cedo (também não fiz para isso, é uma verdade) e foi o caos. 

Detesto quando isso acontece. Parece que o resto do dia passa sem darmos conta e, pior, as coisas estão por fazer e o trabalho não rende. 

Apesar de ainda não ter parado desde que me levantei (a não ser para almoçar e para escrever este post), parece que ainda não fiz nada.

Não gosto disso, mas às vezes até que sabe bem não programar o despertador e deixar o corpo descansar.
Agora vou voltar à rotina e ver se recupero algum tempo.

Bom fim de semana, amigas.


quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Reduza o sal e sinta-se mais leve!

Reduzir o consumo do sal só tem vantagens:


  • Protege o coração
  • Afasta a obesidade
  • Garante uma vida mais longa




Como deve começar?
Seguem-se alguns conselhos:

Não deve cortar completamente o uso do sal na comida; 
Comece por utilizar o mínimo sal na preparação da comida, podendo até substituir por temperos naturais como cebola, manjericão, orégãos, hortelã, limão, vinagre, alho, coentros, salsa, etc.;
Evite colocar sal nos alimentos crus, tais como salada; 
Evite carnes gordas, chouriços, salsichas, mortadela, presunto e frutos do mar;
Evite também comer alimentos em conserva;
Prefira os queijos brancos;
Evite sopas de pacote, bem como os molhos pré-preparados;
Coma pouco bacalhau, pois mesmo que muito bem demolhado, contém muito sal.

Se seguir estes conselhos, em pouco tempo vai sentir a diferença.

Até breve, com mais conselhos.




quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Bolo económico

Mais uma receita económica, desta vez, um doce.
É um excelente bolo para fazer, cortar às fatias e guardar para levar uma fatia por dia para o lanchinho no trabalho.
Eu costumo fazer bolos e congelar às fatias. É uma boa forma de ter bolinho sempre à mão.

Ingredientes:
2 chávenas de farinha de trigo
1 chávena de Maizena
1 1/2 chávena de açúcar
1 chávena de leite
2 colheres (de sopa) de margarina
1 colher (de sopa) de fermento em pó
1 ovo

Preparação:
Bata a margarina com o açúcar, junte o ovo e continue a bater.
A seguir, junte a farinha, o fermento, alternando com o leite. Coloque uma forma untada e polvilhada. Leve ao forno a cozer.

Sugestão: usar uma forma de bolo inglês, para facilitar o corte em fatias.


Bom apetite!

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Frango com mel

Hoje vou partilhar convosco uma receita muito económica, para cinco pessoas.
Para mim é excelente, pois somos quatro. Ainda sobra uma dose para eu levar para o trabalho. Mesmo à medida!


Frango com mel

Ingredientes:
1 frango
4 colheres de sopa de mel
Sumo de uma laranja
Sumo de um limão
Sal, pimenta e malagueta (para quem gostar)

Corta-se o frango aos bocados, deita-se num tabuleiro e tempera-se com sal e pimenta: Ligue o forno a 180º. Deite o sumo da laranja e do limão numa tigela e junte o mel e mexa bem. Regue o frango com a mistura e leve ao forno durante 45 minutos. Vá virando o frango e regando com o molho.

Acompanhe com arroz branco e salada.

Bom apetite!

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Ano da poupança

Embora eu não seja uma pessoa muito pessimista, tenho plena consciência de que estamos a atravessar um período muito difícil, sobretudo no que toca a finanças.
É preciso poupar, cortar no que for supérfluo, abdicar de certos luxos, para ver se conseguimos dar a volta por cima e chegar ao fim do ano de cabeça erguida.
Não vai ser nada fácil, tenho a perfeita noção disso, mas vou tentar dar o meu melhor.
Vou tentar poupar ao máximo, no consumo da eletricidade (cumprir o uso da tarifa bi-horária, o que nem sempre tem acontecido, por desleixo; passar a ferro só algumas peças, como por exemplo camisas, blusas, saias, calças, dobrar cuidadosamente pijamas, toalhas e camisolas interiores, para guardar, sem passar), da água (não desperdiçar), na compra de livros (este ano vou tentar usar mais as bibliotecas), nas refeições fora de casa (só irei em casos excecionais, para comemorar algo muito especial), nas compras do supermercado (comprar apenas o essencial, usar sempre os talões de descontos, usar marcas mais baratas), na comida (confecionar pratos saudáveis e económicos).
Não digo que não vá passear uns dias com a família. Claro que sim, aliás, considero isso muito importante para fortificar a relação familiar. Contudo, não serão feitos passeios que obriguem a passar noites fora de casa, o que iria encarecer o passeio.

Não quero desanimar logo no início do ano, mas que não está fácil, é uma verdade.

Por isso, custe o que custar, este ano vamos todos poupar.

domingo, 6 de janeiro de 2013

Combustíveis mais caros! Outra vez???!!!

Pois é, mais uma vez!

Gasolina e gasóleo sobem entre 0,5 e 1,5 cêntimos por litro a partir de segunda-feira.

Não é uma notícia muito animadora, mas se ainda tiver tempo, é melhor ir abastecer hoje. Sempre poupa uns trocos.

Bom domingo!

sábado, 5 de janeiro de 2013

O fim de semana chegou...

Chegou com Sol, como eu gosto, mas também com muito frio.

Não apetecia muito sair da cama cedinho, mas teve de ser. Há muitas coisas para fazer e, como a minha mãe diz, quem faz as manhãs pequenas faz as tardes grandes. Infelizmente o trabalho não se faz sozinho.

Vim só desejar-vos um excelente fim-de-semana.

Agora vou trabalhar.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

IRS - Benefícios fiscais

Queridas leitoras

Embora sejam cada vez menos os benefícios fiscais, não deixa de ser imprescindível guardar todos os documentos necessários (faturas, recibos, vendas a dinheiro, etc,) para na hora de tratar da declaração do IRS ser mais fácil fazer as contas.
Cá em casa, costumamos ter um envelope/saco transparente, onde guardamos todos os recibos (despesas de educação, despesas de saúde, despesa de seguros, despesas com créditos à habitação, recibos de donativos, etc.). 
Esta nossa prática já tem alguns anos e, acreditem, facilita imenso e reduz o stress de última hora.



Já agora,aproveito para vos deixar algumas notícias que considero importantes sobre esta matéria:

Agência financeira
Agência financeira
Dinheiro vivo
Online24

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Objetivos para 2013

Como já disse várias vezes, adoro fazer listas. Mas esta é especial, uma vez que é a definição dos objetivos a atingir, a médio e a longo prazo, e incluem toda a família.

Este ano decidi  definir um número mínimo de objetivos, até porque não sabemos o dia de amanhã, por mais otimistas que sejamos.

Por isso, este ano  as coisas que pretendo mesmo concretizar são as seguintes:
1- Ir pelo menos um fim de semana por mês para a casa da praia, com a família;
2- Fazer um mealheiro para as férias (em agosto);
3- Criar um site sobre dietética e nutrição (no início do ano);
4- Ajudar ainda mais os meus pais (todos os dias);
5- Visitar a família que vive mais longe e a que não vejo há muito tempo;
6 - Comemorar os 25 anos de casamento, de forma especial (9 de julho);
7 - Procurar SER FELIZ (todos os dias).

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Reutilizar para poupar

Queridas leitoras

Tenho falado muitas vezes em "destralhar", deitar fora o que não precisamos, ficar apenas com o essencial, etc.


Pois bem, hoje, embora pense da mesma forma, venho alertar para a necessidade de poupar.
Para poupar, há que reduzir as despesas, reutilizar, reciclar. Estes 3 "R" são fundamentais para a poupança.
Assim, antes de deitar fora o que quer que seja, deve pensar: "Que utilização alternativa pode isto ter?".
Por exemplo, algumas embalagens poderão voltar a servir para outros usos; frascos de vidro poderão servir para compotas, especiarias, ou mesmo transportar alguns aperitivos para piqueniques; roupa velha poderá servir para fazer outras peças ou panos de limpeza; usar o verso das folhas escritas.
Enfim, reutilizar é também uma forma de poupar.
Eis algumas sugestões engraçadas:


terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Bom ano 2013!


Entrámos em 2013.

Este não vai ser um ano nada fácil, mas não devemos baixar os braços, nem perder a esperança.

Há momentos nas nossas vidas em que precisamos de ter esperança. 


Vamos procurar ser felizes com o pouco que temos, viver cada dia com fé, com amor, com alegria.