quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Mudar de atitude

Nunca é tarde para mudar de atitude, seja ela qual for.
Hoje dirijo-me mais aos jovens estudantes.
Com certeza já lhe aconteceu deitar-se cheio de boas intenções de acordar cedo, tomar um belo duche, um pequeno-almoço saudável, mas na hora de acordar não foi capaz de o fazer, porque tinha sono, preguiça, ou simplesmente porque achou que seria um desperdício levantar-se cedo em vez de ficar no quentinho da cama.
Bem, se isso lhe acontece com frequência, está na hora de mudar de atitude. Lembre-se que passar a acordar cedo depende apenas de si. Quando começar a trabalhar ou mesmo a estagiar, acabaram-se os atrasos. Ninguém quer saber se dormiu mal, se chegou a casa de madrugada ou se nunca se consegue deitar antes da uma ou duas da manhã. Todos temos de cumprir um horário e, portanto, é melhor treinar.
Levantar cedo dá-lhe horas livres para fazer tanta coisa! Se dorme até ao meio-dia, estará a perder muito daquilo que a vida nos dá.
Mude de atitude, mentalize-se que levantar cedo é uma prática usada pelas pessoas com sucesso.
Não conhecemos nenhuma pessoa rica e de sucesso que leve uma vida de preguiça. 
Quem quer ser uma pessoa bem sucedida na vida, deve mudar de atitude agora, antes que seja tarde. Deve ter objetivos, deve cumprir horários e não se deve deixar influenciar pelos fracassados.






quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Quando o cansaço chega

É o tempo, é o trânsito, são as noites mal dormidas, são, por vezes, algumas chatices em casa ou no trabalho, enfim, são muitos os motivos que nos levam, muitas vezes, a um cansaço extremo.
Numa situação dessas, não devemos perder a motivação e, portanto, quando sentir esse tal cansaço, relaxe.
E para relaxar, eu aconselho uma sessão de massagem, um banho relaxante, a meditação, ou simplesmente, ficar uns minutos sem fazer absolutamente nada, ao som de uma música relaxante. Também aconselho a tomar um chá de camomila e a deitar mais cedo. 
Para acordar com melhor ânimo, será bom deixar tudo preparado de véspera, caso contrário, o stress e o cansaço voltam.
Assim, antes de deitar, prepare a roupa para vestir no dia seguinte, reveja a sua agenda, prepare o almoço para levar para o trabalho e, se possível, deixe a mesa posta para o pequeno-almoço. Namore. Namorar também alivia o cansaço e revigora a alma. Programe o despertador para acordar 10 minutos mais cedo do que o habitual e quando ele tocar, levante-se logo, ligue a música e faça as coisas com calma. E, muito importante também, tome um bom pequeno-almoço antes de sair de casa.
Se não cuidarmos de nós, quem cuidará?



terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

«A vida é como uma peça de teatro»

Hoje vou partilhar convosco um texto muito bonito de Charlin Chaplin:

"A vida 
A vida é como uma peça de teatro.
Portanto: Sorria, chore, apaixone-se, viva a sua vida e seja feliz antes que as cortinas se fechem e a sua peça termine sem aplausos."

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Ementa da semana

Mais uma semana, mais uma ementa!


Segunda-feira
Almoço: Sopa de espinafres; Peixe cozido com legumes salteados.
Jantar: Creme de legumes; Espetadas grelhadas com arroz de cenoura e salada mista.

Terça-feira
Almoço: Bife de frango com legumes.
Jantar: Sopa de legumes; Lombos de pescada com batata e bróculos.


Quarta-feira
Almoço: Bacalhau com legumes.
Jantar: Creme de legumes; Almôndegas com arroz e salada mista.


Quinta-feira
Almoço: Sopa de legumes; Bife de peru e salada.
Jantar: Sopa de legumes; Dourada grelhada com batata e grelos.

Sexta-feira
Almoço: Sopa de legumes; Salada russa com atum.
Jantar: Sopa de legumes; Frango assado com arroz de cenoura.
 
Sábado
Almoço: Sopa de grão; Grelhada mista e salada.
Jantar: Creme de legumes; Filetes de peixe-gato com arroz de tomate.

Domingo: a definir mais tarde.

Simplificar a vida em 30 dicas

O ser humano têm a mania de complicar as coisas. Mais as mulheres que os homens, não sei bem porquê. Muitas vezes, fazemos o que vemos fazer, sem pensar que  só agimos dessa forma por causa dos outros. 

A vida não seria mais fácil se fosse mais simplificada?

Partilho convosco 30 dicas que considero essenciais:

1. Diminua alguma coisa que está a sobrecarregar a sua vida;
2. Reduza para metade o tempo que passa nas compras do supermercado;
3. Diminua o lixo reciclável;
4. Tenha um guarda-roupa simples, com roupa prática e versátil;
5. Diminua os divertimentos fora de casa;
6. Interrompa a correspondência inútil;
7. Cancele revistas e jornais;
8. Não compre por impulso;
9. Pague as suas dívidas;
10. Viaje com pouca roupa;
11. Tenha um só cartão de crédito e uma conta bancária;
12.Tenha apenas uma agenda;
13. Simplifique os seus hábitos alimentares;
14. Faça da água a sua bebida nº 1;
15. Deite-se às 21h uma vez por semana;
16. Seja você mesma;
17. Não use saltos altos;
18. Alugue em vez de comprar;
19. Pare de tentar mudar os outros;
20. Escreva um diário, um blogue, etc;
21. Desfaça-se dos extras;
22. Reserve 15 minutos por dia para meditar;
23. Faça uma coisa de cada vez;
24. Fuja de grandes convívios;
25. Se não lhe apetece sair, seja franca e não saia;
26. Faça sempre lista de compras;
27. Faça sempre a ementa da semana;
28. Não se sinta mal por estar sentada sem fazer nada. Há momentos em que temos de parar;
29. Se gosta de flores, tenha um jardim apenas fora de casa. Plantas dentro de casa dão muito mais trabalho e ocupam muito do seu tempo;
30. Namore todos os dias e não só em ocasiões especiais.


sábado, 22 de fevereiro de 2014

Casa no campo

Eu tenho a sorte de ter uma casa no campo onde moro todos os dias mas onde, infelizmente, passo menos tempo do que gostaria, uma vez que trabalho na cidade a alguns quilómetros de distância.

Claro que seria muito mais prático ter uma casa perto do local do trabalho. Podia dormir até mais tarde, podia ir almoçar todos os dias a casa, etc. Sim, seria mais prático e talvez mais económico, mas não trocaria a minha casa no campo por nada.


As casas no campo são sinónimo de tranquilidade, de harmonia e beleza para viver a natureza em total independência e conforto.
Na minha casa eu consigo ter tudo isso. Já na cidade....

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Destralhar - por onde começar?

Muitas vezes, as pessoas acumulam tanta tralha ao longo de 20, 30, 50 e até mais anos, mas tanta tralha que,  na hora de começar a destralhar, não sabem por onde começar.
Na verdade, não é tarefa fácil, nem é sequer uma tarefa para fazer de uma só vez. Vai ter de ir aos poucos e poucos, caso contrário, chega ao fim do dia frustrada, desanimada, porque não conseguiu arrumar a casa toda. Esta não é uma tarefa para um dia, nem para dois, nem mesmo para três. Vai demorar algumas semanas, mas vai conseguir, se seguir as seguintes instruções:

1º Use 15 minutos do seu dia para se livrar de alguma coisa. Pode ser uma revista, uma peça de roupa, calçado, etc. Escolha apenas uma divisão da casa para destralhar nesses 15 minutos. No quarto pode ser o roupeiro, uma gaveta, etc; na cozinha,  pode ser o frigorífico, o armário dos detergentes, das louças, etc, e por aí adiante.

2º Sempre que pensar em comprar uma nova peça de roupa, um novo utensílio de cozinha, um detergente, um creme para o rosto, pense se realmente precisa daquele objeto. Muitas vezes, estamos a fazer aquela compra apenas por impulso.

3º Por fim, lembre-se, mais vale destralhar a casa aos poucos do que nunca. Quando menos espera, a sua casa estará livre de objetos desnecessários e vai parecer-lhe mais espaçosa.

De que está à espera? Mãos à obra!

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Destralhar - Reflexão

Palavra cada vez mais usada: nos blogues, na tv, nas revistas.
A primeira vez que ouvi falar sobre esta palavra foi precisamente num blogue.
Li, fiz várias pesquisas sobre o assunto e, desde então, não parei de destralhar.
Não pensem que foi tarefa fácil, mas,  acreditem, destralhar dá uma sensação de leveza fantástica.
Não foi fácil, como disse, mas mais difícil tem sido convencer a família a fazer o mesmo.
Eu destralho por um lado e alguém no dia seguinte traz qualquer coisa para casa, coisa essa que até nem está a ser precisa, mas, enfim..., um dia pode dar jeito, dizem.
Fico fula quando isso acontece! Sinto uma grande revolta, porque sinto que não estou a conseguir transmitir a tal sensação de leveza que se tem quando nos livramos de algo que não precisamos e que apenas está a ocupar espaço.
Ao longo desta minha caminhada já escrevi sobre o assunto várias vezes, já fui referida na Luxwoman, no Diário de Notícias, admirada por muitas pessoas, e mesmo assim, sinto que não estou a passar bem a minha mensagem.
Ao visitar o blogue da Rita Domingues, tive o prazer de ver o vídeo e ouvir a própria a falar para a TV (SIC) sobre este assunto. Fiquei de novo inspirada. Ela fala exatamente sobre essa sensação de leveza, de serenidade que se consegue atingir. 
Destralhar é identificar o essencial e eliminar tudo aquilo que não é necessário. É simplificar a vida, os compromissos, é tornar a casa funcional, é viver mais despreocupada, é viver mais feliz.

Abordei o tema aqui:
Destralhar
Destralhar é preciso
Descomplicar

Não vou desistir desta forma de vida, agora que "provei" a maravilhosa sensação.
Quem pensa que viver de forma minimalista é fazer vida de pobre, desengane-se.
Ser minimalista é ter um estilo de vida serena, plena de felicidade, onde sobra o tempo para fazer aquilo de que mais gostamos.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Aprender uma língua estrangeira

Mais do que aprender, sinto que preciso de aprofundar os meus conhecimentos das línguas estrangeiras.
Quando somos estudantes, todos aprendemos uma, duas, por vezes três línguas estrangeiras.
O mal de algumas pessoas, como eu,  é que, se não praticarmos a língua, alguns desses conhecimentos vão-se com o tempo. Por isso, é preciso estudar de novo e praticar, praticar muito.
É o que pretendo fazer.
Em primeiro lugar, vou começar hoje a leitura de um livro em língua estrangeira. Tenho vários em casa, por isso é fácil.
Durante este tempo de reaprendizagem da língua, vou ouvir canções nessa mesma língua.
Vou reservar um tempo por dia, especificamente para me dedicar a este estudo/treino.
Em casa e no dia-a-dia, vou tentar usar expressões nessa língua e sempre que possível, vou tentando fazer conversa com os nossos estudantes estrangeiros.
Quando eu era estudante, diziam os professores que eu tinha muito inclinação para a línguas e, na verdade, aprendia muito facilmente. Estudei francês, inglês e espanhol.
Gostaria de aprender também alemão mas, por agora, quero mesmo aperfeiçoar os conhecimentos que já possuo.
Vou começar pelo francês, por ser a língua que estudei mais anos. O inglês também não será difícil, até porque hoje já todos sabemos um pouco de inglês. Basta praticarmos.
Bem, este é o meu próximo objetivo. Já era tempo de voltar a pensar em mim!

Paz interior


segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Era bom, mas acabou-se...

Como prometido, aqui estou eu para dar notícias do fim-de-semana.
Maravilhoso! Inesquecível! A repetir!
Até o sol ajudou. Convidou ao passeio ao ar livre e ao desfrutar das belas paisagens.
Sem dúvida nenhuma que, para mim, o sol é o melhor medicamento contra a tristeza.
Hoje estou feliz, mas triste por ter voltado à outra realidade e pior ainda, porque estamos outra vez com chuva...
Não seria muito melhor que eu pudesse manter este ar de alegria?
Pois, era bom, mas acabou-se!



sábado, 15 de fevereiro de 2014

Dia (s) dos Namorados

Existem pessoas que amam o poder,
e existem aquelas que têm o poder de amar!

No calendário, ontem foi o Dia dos Namorados.
Eu acho que não há uma dia, mas são todos os dias que nós quisermos.

Não é que eu ligue muito a comemorações especiais, mas este fim de semana será muito especial. Segunda-feira darei notícias! 

domingo, 9 de fevereiro de 2014

A minha marmita!

Queridas leitoras, apresento-vos a minha nova aquisição.
Uma companhia para todos os dias.
Gostaram? Eu adorei!




Ementa da semana

Eis a ementa da semana, desta vez só até sexta:

Segunda-feira
Almoço: Arroz de ervilhas e medalhões de espinafres.
Jantar: Sopa de tomate com ovos escalfados.

Terça-feira
Almoço: Salada de atum com legumes cozidos.
Jantar: Sopa de legumes, Arroz de cenoura e filetes de peixe-gato.

Quarta-feira
Almoço: Tagliatelle com cogumelos.
Jantar: Sopa de legumes, Carne estufada com puré de batata.

Quinta-feira
Almoço: Peixe cozido com batata e legumes.
Jantar: Sopa de legumes, Febras grelhadas e salada.

Sexta-feira
Almoço: Sopa de legumes e salada russa.
Jantar: Sopa de tomate, Dourada grelhada com batata e grelos.

BOM APETITE!

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Poupar com prazer

Muitas pessoas pensam que poupar significa sacrificar o que nos dá mais prazer. Nada mais falso.
Poupar pode e deve significar fazer escolhas de modo a ficarmos apenas com o que é essencial e nos dá prazer.
Assim, se pouparmos algum dinheiro todos os meses, poderemos, por exemplo, ter o prazer de usar essas economias num fantástico fim-de-semana, com todas as mordomias; de ir jantar fora num restaurante romântico; de fazer uma viagem a dois, ou mesmo em família; de celebrar o dia de S. Valentim de forma especial; de comprar o tal livro que tanto desejávamos; de comprar aquele vestido que andava nos olhos há tanto tempo; de fazer uma remodelação na nossa casa; etc.
Ao mesmo tempo que poupamos, vamos definindo objetivos.

Acredite, só definindo objetivos concretos, conseguirá sentir o prazer de poupar!



quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Viver (com) paixão - Fevereiro

Estamos em fevereiro e desta vez gostaria de partilhar  convosco a frase escolhida pelos Missionários da Boa Nova para o calendário deste mês:

«A compaixão pede comunhão com o sofrimento do outro»

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Afinal, onde podemos cortar/poupar?

Eis algumas sugestões:

  • Ande menos de carro; em alternativa, ande a pé ou use os transportes públicos;
  • No supermercado, compre apenas o essencial;
  • Programe as refeições com antecedência;
  • Cuide das roupas e do calçado, de forma a fazer com que durem mais tempo;
  • Evite fazer refeições em restaurantes;
  • Use a tarifa bi-horária;
  • Tome duche em vez de banho de imersão;
  • Faça comida em casa e evite comprar refeições prontas a comer;
  • Use mais produtos de marca branca;
  • Se não pode passar sem internet  em casa, negoceie um plano mais económico;
  • Por fim, se é fumador/a, tente deixar de fumar!


segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Dicas para um casamento feliz

Hoje apetece-me falar sobre casamento e dar algumas dicas para manter um casamento feliz. 
Muitas vezes, infelizmente, alguns destes pequenos gestos são esquecidos ao longo dos anos e depois começam as reclamações, as acusações, enfim, o afastamento.
Casada há 25 anos, nem sempre perfeitos, tive altos e baixos como toda a gente. Mas nesta longa caminhada aprendi muito, aprendi sobretudo que o casamento nos dá segurança, nos dá paz, nos dá alegria, nos dá amor, nos dá felicidade todos os dias. Basta queremos.

1. Dê atenção ao seu companheiro e trate-o com carinho. Só assim terá o direito de ser tratada da mesma forma.
2. Olhe-o nos olhos enquanto conversam. Este gesto demonstra aceitação e respeito, confiança e compreensão.
3. Faça-lhe declarações de amor e lembre-o, sobretudo em ocasiões especiais, que ele é o homem da sua vida e que a sua vida sem ele não fazia sentido.
4. A cama pode ser um barómetro importante. Uma sexualidade feliz é meio caminho andado para um boa relação. Desiniba-se, mostre-lhe o que mais lhe agrada e descubra no seu companheiro, tudo o que lhe dá mais prazer.

Não está convencida? Experimente e depois verá.

Boa semana!

Desejo uma boa semana, recheada de coisas boas, a todos quantos me seguem:


Alegria
Amor
Boa disposição
Felicidade
Motivação
Organização
Paz
Saúde
Tranquilidade
...


domingo, 2 de fevereiro de 2014

Ementa da semana

Como não podia deixar de ser, aqui está a ementa da próxima semana:



Segunda-feira
Almoço: Taglliatelle com cogumelos e salada mista.
Jantar: Sopa de legumes; Tranches de pescada com grelos e batata cozida.

Terça-feira
Almoço: Arroz integral com legumes e salsichas de soja.
Jantar: Canja; Frango assado com arroz de cenoura e salada.

Quarta-feira
Almoço: Tortelini de espinafres e salada.
Jantar: Sopa de peixe; Febras grelhadas com batata cozida e salada.

Quinta-feira
Almoço: Favas com carne de porco.
Jantar: Creme de legumes; Bacalhau à Gomes de Sá e salada.

Sexta-feira
Almoço: Arroz de ervilhas com medalhões de espinafres.
Jantar: Sopa de legumes; Carne de vaca estufada com puré de batata.

Sábado
Almoço: Sopa de grão; Carne de porco à alentejana com ameijoas.
Jantar: Açorda alentejana com ovos escalfados.

Domingo
Almoço: Creme de legumes; Arroz de polvo e salada.
Jantar: Creme de legumes; Tarte de sobras de carne e salada.

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Bolo light - com banana e kiwi



Hoje fiz um bolo para a sobremesa e para o lanche da tarde (se sobrar). 
Muito light, muito saudável e muito fácil de fazer.
À base de fruta, este bolo fica húmido, tipo pudim, e muito saboroso.



Ingredientes:
2 ovos inteiros
2 bananas
3 kiwis
1 chávena de farinha
4 colheres (de sopa) de açúcar
1 colher (de chá) de fermento em pó

Modo de preparação:
Misture os ovos  e as duas bananas com uma batedeira durante 1 minuto.
Em seguida, misture o açúcar e, por fim, a farinha com o fermento.
Unte uma forma retangular (do bolo inglês) com margarina e um pouco de farinha e leve ao forno cerca de 30 minutos a 180º ou até ficar coradinho.

Bom apetite!