sábado, 31 de outubro de 2015

Pequeno-almoço, sempre!

Torrada de pão caseiro com um colher de manteiga magra,
Kiwi com queijo Quark e chá de frutos vermelhos
Já me referi aqui no blogue por diversas vezes sobre a importância do pequeno-almoço e  sobre a influência que esta refeição tem no resto do dia, a todos os níveis.
O pequeno-almoço quebra o jejum depois do período de sono, ou seja, ajuda-nos a acordar. 
Se não tomarmos esta refeição vamos andar o resto do dia em modo"adormecido", vamos sentir fraqueza, com falta de capacidade até de pensar. Além disso, se não comermos de manhã, o apetite vai aumentar para o almoço e vamos comer mais de uma só vez, o que também é prejudicial para o nosso organismo.
O que quer dizer que se pretendermos melhorar o rendimento cognitivo e a concentração, devemos tomar um bom pequeno almoço.
Eu não consigo sair de casa sem comer. Quando tenho de ir fazer análises (e sair de de casa em jejum) passo mal o resto do dia. Mas, aí, tem mesmo de ser.
Hoje o pequeno-almoço foi muito bom. Apesar de ser fim-de-semana, não altero os meus hábitos alimentares nem as minhas rotinas. O corpo agradece.


Sem comentários:

Enviar um comentário