quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O trabalhador compulsivo ou workaholic

Assistimos hoje cada vez mais ao aumento do número de trabalhadores compulsivos ou workaholics. E não me estou a referir àquelas pessoas que adoram o que fazem e que, durante o horário de trabalho, dão o seu máximo, produzem imenso, são pro-ativas. Não é disso que estou a falar. Isso é perfeitamente normal e saudável.
O problema surge quando as pessoas não conseguem desligar do trabalho, mesmo quando estão em casa com a família, porque estão viciadas. Os workaholics deixam o trabalho dominar a sua rotina.
Este tipo de pessoas sente que tem que estar sempre ligado ao trabalho e, por isso, estão permanentemente sob pressão.
Ao acordar, ligam o computador para consultar o email e, se possível, respondem a algumas mensagens enquanto tomam o pequeno-almoço.
No caminho para o trabalho, entre o pára e arranca do trânsito, vão pensando nos telefonemas que têm a fazer assim que chegarem, nas fotocópias que não podem esquecer de fazer, nos pedidos que têm a fazer por email ou em plataformas específicas para o efeito.
Já no trabalho, marcam um almoço de trabalho com colegas, para discutirem alguns assuntos pendentes.
No caminho para casa aproveitam para fazer alguns telefonemas, uns pessoais outros de trabalho, mesmo que esse gasto saia do seu bolso.
À noite, depois de jantar, o trabalho continua e a lista de tarefas parece interminável:

  • Responder a emails;
  • Programar o dia seguinte;
  • Fazer relatórios;
  • Escrever artigos;
  • Organizar reuniões;
  • Etc., etc.

Trabalhar tornou-se um vício.
Para estas pessoas não há pausas e se alguém lhes perturba este ritmo, ficam irritadas, descontroladas, como se tivesse acontecido uma catástrofe.
É verdade que hoje vivemos numa sociedade muito competitiva, mas é necessário saber desligar.


A vida não é só trabalho.
Há muita vida para além do trabalho.
Não deixe que essa outra vida lhe passe ao lado. 
Viva bem, sem vícios.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publicação em destaque

Aproveitar bem o tempo

Há várias formas de aproveitar o tempo.  Muitas pessoas queixam-se da falta de tempo, outras morrem de tédio, porque não sabem o que hão ...