quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Regresso às aulas...

É um corre-corre nesta altura do ano: são os livros, o material escolar, roupas novas, calçado, enfim, uma infinidade de preocupações, e de despesas também.


E com o regresso às aulas surge também uma mudança na alimentação. 
Durante as férias, as crianças ou estiveram com os pais ou com os avós, fizeram uma alimentação saudável, ou talvez não.
Por outro lado, nas férias levantam-se mais tarde, muitas vezes não tomam o pequeno-almoço... pois, nem tudo é bom!
Ao iniciarem as aulas, estes horários vão mudar e, portanto, as refeições também.
Vamos ter que programar a alimentação dos nossos filhos. Contudo, muitas das vezes, os mais novos preferem alimentos que são prejudiciais à sua saúde, rejeitam precisamente os alimentos mais indicados para a sua alimentação…

É necessário reestruturar a alimentação das crianças. Esta pode não ser tarefa fácil, mas nada que não seja possível com uma boa dose de paciência e persistência, fundamentalmente por sabermos que a sua saúde futura dependerá dos hábitos alimentares que lhes incutimos desde cedo.
Mas o que fazer então? Como levar os nossos filhos a ter hábitos alimentares saudáveis?
Por onde começar este saudável regresso às aulas? Obviamente pelo início, pelo pequeno-almoço!

  • Um pequeno-almoço completo e equilibrado, além de evitar a fraqueza e a quebra de rendimento físico e intelectual no final da manhã, reduz o apetite nas restantes refeições do dia, sobretudo no almoço, contribuindo para uma distribuição alimentar e calórica mais saudável e equilibrada ao longo do dia, diminuindo o risco de obesidade. Assim, deverá obrigatoriamente incluir: pão ou cereais integrais com pouco sal e açúcares; um copo de leite ou produtos derivados e deve ainda incluir fruta ou sumo de fruta.
  • meio da manhã, as crianças devem fazer uma refeição ligeira de modo a não passarem mais de 3 horas sem comer. O ideal é levarem este lanchinho de casa.  Esta merenda poderá ser composta, por exemplo, por uma peça de fruta, um sumo ou iogurte acompanhado por um pão.
  • Tanto o almoço, como o jantar devem iniciar-se com um  prato de sopa, que tem como grandes vantagens uma elevada riqueza nutricional e um baixo valor calórico. Depois da sopa, o prato deverá ser constituído de massa, arroz ou batatas, carne, peixe ou ovos e vegetais cozidos ou crus, de acordo com a preferência das crianças, mas variando sempre os alimentos.
  • A merenda da tarde não pode falhar e idealmente será composta por pão e leite ou derivados.
  • Antes de deitarem algumas crianças fazem uma pequena ceia, que pode ser apenas um copo de leite. Hábito excelente! 
É assim que deverá ser organizado o dia alimentar das crianças neste regresso às aulas.
Mas não se esqueça: os filhos veem, os filhos fazem.  De nada adianta impor estes hábitos aos filhos, se nós próprios não os cumprirmos. Temos que ser bons modelos para eles!


Bom regresso às aulas e boas escolhas alimentares!





Sem comentários:

Enviar um comentário

Publicação em destaque

Aproveitar bem o tempo

Há várias formas de aproveitar o tempo.  Muitas pessoas queixam-se da falta de tempo, outras morrem de tédio, porque não sabem o que hão ...