segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Comprar roupa low-cost. Sim ou não?

Cada vez mais os portugueses, e não só,compram roupas mais baratas em grandes lojas. Esta é apenas uma das muitas medidas para enfrentar a crise.
A ideia que para se estar bem vestido é necessário comprar roupa de marca e de valor elevado começa a desaparecer  (e ainda bem!) e os portugueses defendem agora que preços altos não significam obrigatoriamente qualidade extra.
Em Portugal existem inúmeras superfícies que são acessíveis e comercializam roupa de qualidade. Este tipo de lojas com preços mais baixos são normalmente as multinacionais que se podem encontrar em qualquer centro comercial ou mesmo em ruas de comércio tradicional.
Para conseguir realmente poupar não basta apenas comprar em  lojas mais acessíveis, é necessário saber também o que comprar. Por vezes, poderemos comprar muita roupa mas acabam por não combinar entre si, o que resulta em imensa roupa no roupeiro que nunca irá ser utilizada.
Para conseguir poupar e atenuar a crise, concentre-se principalmente em roupa low-cost básicas, como camisolas lisas, calças de ganga lisa e sapatos versáteis. poderá depois adquirir algumas peças diferentes e estampadas para lhe conferir o sue próprio estilo pessoal,
O mais importante é ter roupa que poderá sempre usar nas mais diversas ocasiões.

1 comentário:

  1. Eu sou fã de roupa low -cost!
    Também deixei de ter como comprar a outra...
    Continuo a receber muitos elogios nas peças que compro e como as combino.
    O bom gosto não tem nada a ver com o valor das peças que compramos!
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar