sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Produtividade - mais e menos

A hora de maior produtividade depende de pessoa para pessoa.
Há pessoas que conseguem trabalhar mais depressa e melhor durante a manhã, outras só a partir do meio da tarde e pela noite dentro conseguem ser mais produtivas.
Pessoalmente, sou daquelas pessoas em que "de manhã é que se começa o dia". Por isso mesmo, se tenho uma tarefa para fazer mais complexa e que exija mais de mim, eu prefiro trabalhar nela durante a manhã.
À noite, não me peçam nada de muito complicado para fazer. Por essa razão, deixo as tarefas mais rotineiras para esse período. 
O meu dia começa bem cedo (6h30) e, pelo menos, até à hora do almoço, a produtividade é maior.  Sinto uma ligeira quebra a meio da tarde. À noite, só mesmo as tarefas rotineiras e a leitura (o meu vício!) me ocupam.
Conheço pessoas que conseguem estar até de madrugada a trabalhar, a produzir textos complexos. Admiro essas pessoas, acreditem, pois eu seria incapaz de tal proeza. 
Já tive de estudar à noite e lembro-me do quanto foi difícil manter a concentração.

E a minha querida leitora, a que horas se sente mais produtiva?

3 comentários:

  1. Boa tarde Manoela!!
    Pela manhã, sem dúvida, mas fresco, mais energia... tudo de bom!!!
    Bjins

    ResponderEliminar
  2. Boa noite, deixe-me dizer que tem um blog bastante interessante.
    Quanto À minha produtividade, normalmente sou mais produtiva ao fim do dia. Sou capaz de trabalhar até Às 2:00 da manhã.
    Mas por questões profissionais, devo tentar o máximo ser produtiva logo pela manhã! que é a hora que há mais trabalho.
    Pode-se dizer que trabalho de dia e noite, mas confesso que adoro trabalhar à noite.
    Bjs
    http://alilianananet.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Li

      Muito obrigada pelo seu comentário.
      Um beijo e bom fim de semana.
      Manuela Santos

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publicação em destaque

Aproveitar bem o tempo

Há várias formas de aproveitar o tempo.  Muitas pessoas queixam-se da falta de tempo, outras morrem de tédio, porque não sabem o que hão ...