domingo, 9 de dezembro de 2012

Repense a sua rotina

Querida leitora:

Hoje vou falar-vos, uma vez mais, de um tema que, para mim, é extremamente importante: a dedicação ao trabalho.
Não me considero nem mais nem menos trabalhadora que os outros. Mas acho que, muitas vezes, dou por mim a trazer trabalho para casa, a trabalhar na hora do almoço, a não lanchar para concluir um trabalho, a sair mais tarde por causa de um assunto que está pendente, a aceitar tarefas mesmo sabendo que fico sobrecarregada, etc. E como eu, muitas outras pessoas o fazem. 

Este é um problema com o qual me tenho debatido anos e anos sem ter conseguido curar-me, se assim se pode dizer.

E você? a sua dedicação ao trabalho é excessiva? 
Se tem dúvidas, analise o seu comportamento.
  1. Você leva sempre trabalho para casa?
  2. Aceita mais tarefas, mesmo sabendo que ficará sobrecarregada?
  3. Já deixou de comparecer a eventos importantes para realizar um trabalho?

Se sim, então você pode ser um workaholics e, a qualquer momento, pode ver a sua vida pessoal desmoronar.
Faça uma auto-análise e avalie se não há exageros (é o que estou a fazer!). As pessoas que ama vão reclamar e você não vai gostar nada. A sua qualidade de vida ficará prejudicada e até mesmo a sua saúde.
Não existe um tratamento específico, mas sim uma mudança de hábito, que resultará de uma reflexão.

  1. Separe os momentos de trabalho e a sua vida pessoal. Por mais que goste do seu trabalho, imponha limites.
  2. Não ocupe o seu horário de almoço com reuniões e muito menos substitua as refeições por lanches rápidos para ganhar tempo. 
  3. Entenda que, se não houver equilíbrio, em determinado momento a sua saúde e felicidade estarão comprometidas.
  4. Repense a sua rotina e equilibre os seus horários.

2 comentários:

  1. Eu não sacrifico a minha vida pessoal pelo trabalho, nós nunca somos reconhecidos, só sabem apontar quando nós falhamos e nunca levam em consideração o nosso esforço, então por isso acabou! Cumpro as horas que tenho que cumprir, se der deu, se não der que se lixe.
    Logo quando dá 18h, desligo o computador e digo: "Está na hora de ser feliz!"

    ResponderEliminar
  2. Drika
    É isso mesmo que devemos fazer. Felizmente, no meu trabalho, ainda existem pessoas que reconhecem e agradecem o esforço. Talvez por isso seja tão difícil para mim não o fazer. Mas existe a outra parte, a família, que não deve ser prejudicada.
    Estou seriamente decidida em não prejudicar a minha família por causa do trabalho. Além disso, mesmo que trabalhe mais não ganho mais, para que pudesse compensar a família de oura forma.
    Por isso, o melhor que tenho a fazer é estar com eles sempre que precisam e mesmo quando não precisam.
    Muito obrigada pelo comentário e bom domingo!

    ResponderEliminar

Publicação em destaque

Aproveitar bem o tempo

Há várias formas de aproveitar o tempo.  Muitas pessoas queixam-se da falta de tempo, outras morrem de tédio, porque não sabem o que hão ...