domingo, 22 de março de 2015

Uma experiência a não repetir!

Bem, não foi bem uma experiência, foi mais uma necessidade.
Como sabem, os que me leem e os que me conhecem, eu tenho por hábito distribuir as tarefas domésticas ao longo da semana, procurando, com isso, ter um dia livre para fazer as coisas que mais gosto e estar com a família.
Pois bem, nas últimas semanas, esse esquema foi completamente alterado. Umas vezes por questões de saúde, outras por imprevistos que implicaram a minha presença, e, principalmente esta semana, por avaria da máquina da roupa. Só me faltava mesmo isto!
Tudo se alterou. A roupa foi acumulando à espera da máquina nova (que só chegava no fim de semana) e as tarefas que eram para ser feitas no fim de semana ficaram para segundo plano.
Como devem imaginar, a minha casa mais parecia uma lavandaria. O dia começou bem cedo e foi passado a meter a roupa na máquina, a estender, a apanhar, a passar a ferro e a arrumar a roupa passada. Foram várias máquinas ao longo do dia. Só prejuízos, pois até a tarifa bi-horária foi esquecida!
Tudo o resto foi um pouco passado ao lado, tendo sido feito apenas o essencial, nos intervalos. Até as refeições foram muito práticas (não podia perder tempo!)
Não consegui muito tempo livre (na verdade não consegui nenhum) para fazer o que mais gosto de fazer. A jardinagem ficou adiada para mais uns dias e as leituras pararam por agora. 
Como consequência, tenho os braços doridos, as pernas nem as sinto de tanto andar de um lado para o outro e das horas que passei em pé a passar a ferro.
Hoje é domingo e ainda há muito trabalho para fazer. Lá se vai o meu dia de descanso...
Foi uma "experiência" a não repetir. As tarefas têm de ser distribuídas ao longo da semana e não concentradas em dois!
Gosto muito de ter as minhas rotinas e não abdico delas.
Aguardo pela próxima semana esperando que nada a perturbe.

Por agora acabou-se a pausa. Vou continuar a trabalhar!



Sem comentários:

Enviar um comentário