quinta-feira, 8 de maio de 2014

Horticultura como terapia

«Não há melhor forma para preservar a saúde do que passar o tempo livre no jardim», Leonard Maeger, 1969

Não fui eu que disse, mas concordo inteiramente com esta afirmação.


Sobretudo os problemas da saúde mental mais frequentes, tais como a ansiedade, mal-estar psicológico ou stress continuado, depressão, dependência de álcool e outras drogas, perturbações psicóticas, deficiência intelectual e demência, podem ser curados através do contacto com a terra.

Preparar a terra, semear, cuidar e ver crescer as plantas, são gestos que dão imenso prazer às pessoas, para além de as responsabilizar por algo.

Por outro lado, trabalhar na terra é, normalmente um trabalho ao ar livre, o que dá uma sensação de liberdade, extremamente importante para quem trabalha todo o dia fechado num gabinete. Além disso, o facto de não estar preso a um horário de entrada e de saída, faz com que qualquer sensação de stress ou ansiedade desapareça em pouco tempo.

Por todas estas razões, penso que todas as pessoas deviam ter um pequeno terreno onde pudessem cultivar uma pequena horta. Para bem da sua saúde, quer física quer mental.



Sem comentários:

Enviar um comentário