quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Ler online...

Nunca pensei vir a dizer isto, mas a verdade é que experimentei e gostei. Gostei muito, até!
Há muito que me andavam a dizer que existem muitos livros disponíveis na internet, gratuitos, e que eu podia ler a custo zero e sem ter que perder tempo em bibliotecas.
Não tenho nada contra as bibliotecas, antes pelo contrário. Acho fantástico podermos levar para casa livros que não são nossos e usufruirmos do prazer da leitura, a custo zero.
A leitura no computador sempre me fez um pouco confusão. Sou da geração do papel, gosto de tocar, folhear cada página e sempre resisti aos ebooks e livros, sobretudo de grandes autores. No computador apenas lia pequenos artigos.
Mas a insistência foi tal, que decidi pesquisar alguns livros favoritos e que ando para ler há algum tempo. Foi daí que descobri que, com um simples clique, poderia ter esses livros em formato pdf e que os poderia ler a custo zero.
Experimentei e gostei muito. Não perdi o entusiasmo pela leitura.
Cheguei à conclusão de que quem gosta de ler, lê de qualquer maneira. Podemos estranhar no início, mas depois habituamo-nos.
Como disse, estou a adorar a experiência.
Para quem tiver um Tablet, então ainda é melhor, uma vez que o modo de ler se assemelha ao tradicional.


3 comentários:

  1. Gostava muito de saber que livros se podem ler de graca...obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitos, das mais diversas áreas.
      Eu, por exemplo, ando a ler livros do José Rodrigues dos Santos.
      Mas há muitos sites onde podem ser descarregados os mais diversos livros.
      Links:
      http://livrosonlineparabaixar.comunidades.net/index.php?pagina=1180044113_05

      http://livroseafins.com/download-livros/

      Mas há mais, muito mais. Basta pesquisar.
      Boas leituras.

      Eliminar
  2. Muito obrigada!Vou ja comecar :)

    ResponderEliminar

Publicação em destaque

Aproveitar bem o tempo

Há várias formas de aproveitar o tempo.  Muitas pessoas queixam-se da falta de tempo, outras morrem de tédio, porque não sabem o que hão ...