sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

A educação começa em casa, não na escola!

Desde o primeiro dia em que a criança veio ao mundo, que iniciou a sua aprendizagem.
Muito antes da criança entrar na escola já a criança aprendeu imensas coisas, umas boas, outras más. As crianças aprendem tudo com muita facilidade. 
Como não distinguem o bem do mal, e para eles tudo é novidade, vão copiando tudo o que veem fazer, principalmente dos pais. Estes são o exemplo para eles!

Como pode um pai exigir boa educação de um filho se ele próprio não dá os melhores exemplos?
Os filhos não são insensíveis, antes pelo contrário. Absorvem tudo, embora se pense que não.
Se um pai grita com o filho, corre o risco de ouvir o filho aos gritos com ele.
O papel dos pais na educação dos filhos é muito importante.
Acusar a escola de não dar a educação necessária às crianças e mesmo aos jovens, é puro disparate.
Se os filhos têm uma conduta menos correta, o mais provável é que não tenha sido a escola a culpada, mas sim o ambiente familiar.
É óbvio que os pais de hoje não podem, nem devem ser iguais aos pais de antigamente. É lógico que os tempos são outros e as exigências de vida são naturalmente outras.
Mas há coisas que não deveriam mudar, como por exemplo, o respeito pelo outro, a tolerância, o valor que se dá às coisas, a paciência.
Muitos desses valores foram-se perdendo, sobretudo nas classes mais altas, mas não só.

Deixo-vos alguns exemplos de conversas entre pais e filhos de hoje:

Uma criança, ainda de colo, deixa cair um brinquedo e, muito aflita, diz:
- Pai, o carro caiu ao chão e partiu-se!
- Não faz mal, o pai compra outro. Deixa esse ficar no chão que alguém apanha.

- Mãe, o meu namorado disse uma coisa que eu não gostei.
- Então deixa-o. Rapazes há muitos.

- Pai, o meu carro avariou, tem de ir para a oficina.
- Para a oficina para quê? Vais gastar mais na oficina do que se comprares outro. Amanhã vamos ao stand comprar-te um novo.

- Pai, os vizinhos de cima incomodam-me. Estão sempre a fazer barulho!
- Vai à Internet ver outra coisa que gostes mais. Vamos por essa casa à venda e comprar a que tu queres.


Bem, podia dar mais exemplos, mas acho que estes já são suficientes para mostrar o que pretendo transmitir.
Que pais são estes hoje?
Que filhos são estes hoje e que pais serão no futuro?


Sem comentários:

Enviar um comentário