quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Conto de Natal

Está frio. Muito frio.
A janela está fechada mas mais parece que está aberta de par em par, tal é a corrente de ar frio.
No fogão, a água ferve para o café e as torradas aguardam pela sua vez para entrarem na torradeira. Na bancada da cozinha parece uma fila indiana de fatias de pão à espera da sua vez.
A mesa está posta e, de repente, o pai diz "Não acham que falta aqui qualquer coisa?"
O mais pequeno diz "Pintarolas!", o mais velho diz "o gato!". Todos, um de cada vez, iam dizendo o que lhes vinha à cabeça.
A mãe, que entra de repente na cozinha, diz muito séria: "Não acham que falta aqui uma música para aquecer o coração?"
"Ah, é isso!", disseram todos ao mesmo tempo.
O mais difícil foi escolher a música. Uns queriam ouvir uma coisa e outros, outra coisa.
A mãe, sempre a mãe, disse com o seu ar meigo e suave: "Vamos todos ouvir música de Natal! Não estamos no Natal mesmo?"
E assim, se tomou um pequeno-almoço em família numa manhã em vésperas de Natal, numa casa com crianças, e com o carinho e amor dos pais.

A partir daí ninguém mais sentiu o frio...

Feliz Natal!


Sem comentários:

Enviar um comentário