segunda-feira, 22 de junho de 2015

Há dias assim...

Há dias que parecem anos, horas que parecem uma eternidade, assim tem sido o meu dia-a-dia.
Numa época em que nos queixamos cada vez mais da efemeridade do tempo, em que dizemos muitas vezes que o tempo passa a correr, que o tempo não dá para nada, eu vivo dias em que sinto precisamente o contrário.
Numa luta diária contra o tempo ou a falta dele, luto hoje precisamente pela passagem rápida do tempo.
À procura de melhores dias...

Sem comentários:

Enviar um comentário