segunda-feira, 4 de junho de 2012

Pense bem antes de comprar

Este gesto aplica-se a tudo.
Antes de comprar uma peça de roupa ou um par de sapatos, pense bem naquilo que lhe faz falta e não entre numa loja sem nenhuma ideia.
Nunca lhe aconteceu entrar numa loja sem uma ideia definida e sair de lá com tudo menos aquilo que realmente precisava? 
Acabou por comprar uns sapatos, porque até não eram feios,  e o preço convidava à compra. Mas, de facto, você precisava não de uns sapatos mas de umas sandálias para o verão. Gastou o dinheiro e, afinal,  não vai usar os sapatos porque, depois,  deu conta que não tinha nada a condizer. 
Bem, isto aconteceu porque você fez uma compra sem pensar. 
Acredite, esta situação é mais frequente do que imagina. A grande maioria das pessoas vai às compras sem fazer um plano e, portanto, compra a primeira coisa que lhe aparece à frente. 


Seguem-se algumas dicas para que não se arrependa logo após sair de uma loja:

  1. Antes de sair de casa, pense bem naquilo que realmente a leva à loja. Precisa por exemplo, de umas sandálias abertas, castanhas, para condizer com a carteira que comprou no outro dia e com o casaco beje que usa frequentemente.
  2. Ao entrar na loja, vá direta para a zona das sandálias. Encontrou o que queria? Não? Então vá a outra loja. Também não encontrou? Só havia em preto? Então aguarde uns dias, pode ser que venham as castanhas...Não desista da compra logo à primeira. E não gaste por gastar.
  3. Seja firme nas suas escolhas. Não se deixe influenciar por terceiros. Se for às compras com uma amiga, e essa amiga disser que as calças são lindas, mas se você não gostar, não compre. As calças serão para si, não para a sua amiga.
  4. Compre roupas básicas, daquelas que ficam bem com tudo: calças brancas ou pretas, por exemplo.
  5. Não compre por impulso. Pense bem antes de comprar.

Boas compras!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Publicação em destaque

Aproveitar bem o tempo

Há várias formas de aproveitar o tempo.  Muitas pessoas queixam-se da falta de tempo, outras morrem de tédio, porque não sabem o que hão ...