domingo, 10 de dezembro de 2017

Home sweet home... muito mais que um lugar para dormir

Como é bom ter uma casa!
Na minha humilde casinha



Por mais simples que ela seja, a nossa casa é sempre a nossa casa. É o lugar onde nos sentimos sempre melhor, o lugar onde cada canto tem um pouco de nós. A nossa casa é o reflexo da nossa história de vida.
Podemos viver nela momentos bons e outros menos bons, mas até nestes momentos, a nossa casa é a nossa conselheira. É aqui que nós ganhamos a energia para enfrentar o mundo lá fora.
Três dias em casa, sem horários e em família foi o melhor programa que podia ter escolhido para este fim de semana prolongado.
Longe de Centros Comerciais e resguardada do mau tempo... lareira acesa e a família reunida e partilhando as mais diversas atividades. Até o gato se associou a este programa. Não arredou pé do seu mantinho junto à lareira.
Uma viagem virtual até Grantham (Reino Unido)
E de longe se fez perto graças às novas tecnologias e conseguimos ver nevar em direto a muitas milhas de distância. Fantástico!
E é assim na maioria dos lares portugueses (eu quero acreditar que assim é...)
De repente lembrei-me dos ciganos  que, nos últimos dias, têm permanecido, de dia e de noite, junto ao Retail Park, em Taveiro. São pessoas com vidas muito diferentes da minha, mas tenho a certeza que serão muito felizes à maneira deles. Aquelas carrinhas e as fogueiras que mantêm acesas para se aquecerem e para cozinharem fazem parte da história da vida deles.
Outras vidas, outras formas de pensar mas o mais importante é o amor que os une. E acredito que há muito amor naquelas famílias. Não é por acaso que as crianças que nascem nessas famílias (quase sempre em grande número) depressa se habituam a esta forma de vida e crescem fortes e saudáveis.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Publicação em destaque

Aproveitar bem o tempo

Há várias formas de aproveitar o tempo.  Muitas pessoas queixam-se da falta de tempo, outras morrem de tédio, porque não sabem o que hão ...