segunda-feira, 9 de junho de 2014

Regar a plantinha

Hoje vou falar sobre um tema que me é muito caro e sobre o qual eu tenho o maior interesse: Fazer durar o amor do casal para sempre.
Algumas pessoas pensam que o mais difícil é conquistar alguém e que, portanto, conquista feita, o amor que os une dura para sempre como no primeiro dia. É lógico que isso não é verdade. Para manter a paixão inicial é fundamental uma boa dose de respeito, de inteligência, de humildade, de compreensão, de confiança, sintonia e admiração.
O amor entre o casal é uma espécie de plantinha que deve ser regada todos os dias. Se não nos mantivermos atentos e comprometidos com o outro todos os dias, o "todos os dias" cansa e perde a importância.
O maior erro da maioria das pessoas é esquecer que o amor é feito de um dia de cada vez. Por isso, há que o alimentar, há que o manter sempre dinâmico, vivo. 
Como?
Com gestos de afeto, com palavras de admiração, com respeito, com intimidade. 
E mais importante, ainda, não espere que seja o outro a ter a iniciativa. Aja primeiro, todos os dias. Regue a plantinha. Não a deixe esmorecer. Se continuar à espera que o outro mude, que o outro faça, que o outro ceda, que o outro a reconquiste, nada de efetivo e satisfatório acontecerá.
Assim sendo, eis algumas dicas que poderão ajudar a manter a chama do amor bem viva:

  1. Pense antes de falar. Seja menos impulsivo/a e evitará alguns conflitos;
  2. Observe o outro e elogie pelo menos uma qualidade sua por dia;
  3. Partilhe sentimentos, pensamentos e, sobretudo, sonhos;
  4. Seja parceiro nos momentos difíceis, com gestos de paciência, carinho e palavras de motivação;
  5. Divirtam-se juntos;
  6. Seja mais paciente e tolerante;
  7. Seduza o outro, de vez em quando, de forma mais ousada; pequenos gestos revigoram a relação!
  8. Beijar é fundamental. E não me refiro a um beijo de cumprimentos. Não, refiro-me mesmo a um beijo longo e apaixonado. Esta intimidade é que solidifica o casal enquanto tal.
Faça o amor durar toda a sua vida!

Sem comentários:

Enviar um comentário