sexta-feira, 20 de abril de 2018

Nós somos o que escolhemos ser...


Vivemos numa sociedade cada vez mais insatisfeita. Ou porque chove, ou porque está calor, ou porque se ganha pouco, ou porque o custo de vida está muito caro, ou porque o vizinho está cada vez mais antipático e difícil, enfim... queixas e mais queixas...
Não vale a pena reclamar da vida ou culpar o outro por algo que nos corre menos bem.
O que acontece, de bom ou de mau, é quase sempre resultado das nossas escolhas, das nossas atitudes.
Nós somos pessoas e, como tal, somos responsáveis pelos nossos atos.
Sem nos darmos conta, ao termos determinadas atitudes, atraímos reações que nem sempre são as que esperamos, contudo, fomos nós que as escolhemos.
Parece estranho, mas quando nós tomamos uma atitude positiva perante os problemas, estes são rapidamente ultrapassados.  Já o contrário... dá sempre errado. De um pequeno atrito passa-se rapidamente a um enorme desentendimento, completamente desnecessário.
Por isso, será sempre preferível escolhermos o melhor para nós.
Devemos escolher ser feliz!
Devemos escolher viver em paz!
Devemos escolher viver os nossos sonhos!
Devemos escolher o que queremos para nós e não o que os outros querem!
Devemos preferir sempre a alegria à solidão!
Se escolhermos amar alguém, devemos saber dar esse amor. Dizer "amo-te" não quer dizer nada se não houver ação.
Como a vida é feita de escolhas, nós devemos ter cuidado com as escolhas que fazemos. 
Pensar antes de agir é fundamental. Uma escolha irrefletida pode dar muito mau resultado e, aí, não vale a pena atirar pedras para o telhado.

Bom fim de semana! E boas escolhas!!!!




Sem comentários:

Enviar um comentário

Publicação em destaque

Aproveitar bem o tempo

Há várias formas de aproveitar o tempo.  Muitas pessoas queixam-se da falta de tempo, outras morrem de tédio, porque não sabem o que hão ...