domingo, 14 de setembro de 2014

É domingo, mas...

Levanto-me, ponho uma música a tocar, abro a porta ao gatinho e dou-lhe de comer. Em seguida, preparo o meu pequeno-almoço e, enquanto como, vou pensando na vida, nos meus planos para a semana, nos meus compromissos inadiáveis e principalmente nas tarefas que me esperam ainda hoje. 
Olho para o relógio e dou conta que, embora seja cedo para um domingo, tenho demasiadas coisas para fazer e não me posso descuidar. O tempo voa!
E porque o tempo voa, nada melhor do que programar o dia. É mais forte do que eu, não consigo trabalhar de outra forma. 
E eis que vou buscar o meu caderninho e uma caneta e começo a escrever.
Escrevo tudo, mesmo tudo o que tenho de fazer no dia de hoje. É uma lista enorme! Será que sou capaz de fazer tudo? Tenho de conseguir... Amanhã nasce outro dia com outra lista, quem sabe ainda maior.
Não me posso mesmo descuidar. Ser mãe, esposa, gestora de uma casa, com praticamente todas as tarefas que à casa estão associadas, ser mulher e cuidar minimamente da imagem porque, enfim, temos de cuidar de nós, caso contrário não aguentamos tanta correria e tanto stress, e ainda ser uma profissional fora de casa e conseguir manter essa atividade desligada de todas as outras por forma a não prejudicarmos nem uma nem outra partes, não é fácil!
É uma grande luta diária.
Costumo reservar o domingo para descansar mas, infelizmente, nos últimos tempos tal luxo não tenho conseguido. Há imenso trabalho para fazer e não consigo desligar o botão. Vão ser dias e dias muito frenéticos e, portanto, só com muita organização, determinação e assertividade irei conseguir.
Depois deste momento de pausa, que dediquei ao meu blogue, vou continuar a trabalhar.
Desejo-vos um excelente domingo!

1 comentário:

  1. ser organizada, é talvez, o maior luxo dos dias de hoje. eu, não o sou, e esforço-me para tal. é que o tempo é precioso, e só assim se consegue pôr tudo em ordem. bom domingo.

    ResponderEliminar